terça-feira, 22 de novembro de 2011

A ERA DOS PREFEITOS EM ITAPAJÉ


Há alguns anos atrás elaborei e enviei para vários amigos uma lista parecida com a que se segue, com dados interessantes sobre os pleitos políticos ocorridos no município de Itapajé. Esses dados já foram até publicados em outras páginas virtuais, mas somente agora resolvi também publicar aqui no blog, a título de informação histórica. A maior parte dos dados são encontrados com detalhes no livro História Política de Itapajé (DIN-CE Edições Técnicas, 2004) de autoria do advogado itapajeense Dr. Sebastião Neto.

É bom salientar que, antes do período republicano brasileiro, o mandato de Intendente Municipal da vila era ocupado por meio de nomeação indicada pelo Interventor do Estado. No período da Constituição Imperial de 1824, o cargo de Intendente passou a ser ocupado pelo Camarário (vereador) mais votado, que era o Presidente da Câmara Municipal. Com a República em 1889, quem governava a municipalidade era o Presidente do Conselho da Intendência, isso até 1914. A partir desse ano o Intendente Municipal passou a chamar-se Prefeito. Segundo Sebastião Neto, o primeiro Prefeito de São Francisco, no real sentido da palavra, foi Miguel Fernandes Sobrinho, no ano de 1914, e governou por cinco anos. Foi sucedido pelo Padre Catão Porfírio Sampaio em 1919, primeiro religioso no exercício do cargo, tendo governado por sete anos, até setembro de 1926. Finalmente, a primeira eleição municipal democrática e com voto secreto ocorreria em 15 de Novembro de 1926, sendo disputada pelo Padre Catão e pelo Capitão Manuel Pinto de Mesquita.

1914: Miguel Fernandes Sobrinho, primeiro Prefeito de São Francisco;
1919: Padre Catão Porfírio Sampaio, primeiro religioso no exercício do mandato;
1926: Primeira eleição democrática e com voto secreto, onde Capitão Manuel Pinto venceu Padre Catão (99 votos contra 98);
1928: Capitão Manuel Pinto venceu Jaca Paraíba (167 contra 128);
1930: Capitão Manuel Pinto foi candidato único e foi prefeito pela terceira vez (porém teve somente 188 votos, pois 765 eleitores deixaram de votar);
1934: Com a Ditadura Vargas, interrompe-se o período de eleições diretas. Major Francisco Ribeiro Pessoa Montenegro é nomeado para o cargo de Interventor de São Francisco;
1935: Interventor Manuel Luís da Rocha (1935 a 1946). O decreto estadual 1114 de 1943 muda o nome de São Francisco para Itapagé;
1946: Interventor Olavo Sampaio Cavalcante;
1947: Com a volta das eleições diretas em 1946, Capitão Braga vence Expedito Matos e assume o município em 1947;
1950: Raimundo Vieira Filho (Raimundo Vieira) do PSD, vence Raimundo de Araújo Bastos (Mundinho Bastos) da UDN;
1954: Júlio Pinheiro Bastos (PTB-PSD) vence Valdir de Andrade Braga (UDN); Julio Pinheiro Bastos foi afastado do cargo (primeiro caso de afastamento do mandato eletivo de Prefeito de Itapajé), especificamente por uma acusação falsa de ter assassinado o ex-prefeito Capitão Braga, fato ocorrido em dezembro de 1957. Com a vacância do cargo, o Presidente da Câmara assumiu o município. Posteriormente, foi comprovada a inocência do Prefeito Julio Pinheiro Bastos;
1958: Surge o mandato de Vice-Prefeito. José Vieira Filho e seu Vice José Airton Gomes Rocha vencem Aristóteles Gondim (Tozinho) e seu Vice Luiz Gonzaga Saraiva;
1962: Luís Forte da Silva (Vice Manuel Deoclides de Sousa) vencem Ossiam Gomes (Vice Iran Araújo Pinheiro);
1966: José Jauro de Araújo (“Seu Jauro”) e o Vice Dimas Forte vencem Manuel Deoclides de Sousa, que tinha como Vice Manuelito Forte da Silva;
1970: Roque Silva Mota (Vice Ary Bastos) vencem o primo José Moacir Mesquita e Silva e o Vice João Batista Pinto. O mandato seria de apenas dois anos, para a unificação das eleições no país. Cerca de catorze anos após o afastamento de Julio Pinheiro Bastos, haveria nova vacância na Prefeitura quando o então Prefeito Roque Silva Mota falece em um acidente automobilístico. O Vice-Prefeito Ary Bastos assume os dois últimos meses do mandato;
1972: Luiz Gonzaga Saraiva (Vice Zefinha de Matos Vieira) é candidato único e vence o pleito, apesar do alto número de votos em branco;
1976: Francisco Chaves Bastos (Dr. Ary Bastos) e seu Vice Sebastião Neto vencem Vieira Neto e o Vice José Estevão. Inicia a Era dos Cachorros e Pebas, que duraria vinte anos;
1982: Vieira Neto, o “Vieirinha” e o Vice Dimas Forte vencem Luiz Saraiva e o Vice Robério Mota. É nesta campanha que surge a figura forte de Batista Braga;
1988: João Batista Braga (Vice Dr. Cristóvão Araújo Cruz) com o apoio do prefeito Vieira Neto vencem Mª Gorete Magalhães Caetano e o Vice Itamar Monteiro, que foram apoiados pelo Sr. Luiz Saraiva;
1992: Dr. Cristóvão Cruz e o Vice Fernando Mesquita Araújo, apoiados por Batista Braga, vencem o pleito contra a candidatura de Vieira Neto e a Vice Gorete Caetano;
1996: Batista Braga (11.770 votos: 62%) e o Vice Elihu Bastos Lira vencem Fernando Araújo e o Vice do PT Júlio Sampaio (7.214 votos: 38%) com uma esmagadora votação (4.556 votos de diferença);
2000: Batista Braga (11.924 votos: 57,65%) juntamente com o Vice Idervaldo Rodrigues Rocha mostra seu poder eleitoral novamente ao vencer com facilidade o médico Kelsey Forte da Silva Gomes (8.759 votos: 42,35%) e o Vice Dr. Fulgêncio Cruz – “Professor Fio”). Nesse pleito a diferença foi de 3.165 votos. Batista Braga iguala-se ao Capitão Manuel Pinto em número de mandatos e supera Manuel Luis da Rocha em anos no poder;
2004: Dr. Kelsey Forte (12.644 votos) e o Vice Dr. Idervaldo Rocha, com apoio da Família Cruz, da Família Bastos Lira e principalmente do “tricampeão” Batista Braga vence o pleito em campanha disputadíssima com o Padre Francisco Marques Mota (12.264) e a Vice do PT, a srª Francisca Alves Sales. A diferença foi somente de exatos 380 votos;
2008: Em mais uma grande campanha eleitoral, o Padre Francisco Marques Mota (14.082 votos: 49,58%) e o Vice petista José Jonairton Alves Sales conseguem quebrar a hegemonia do novamente candidato Batista Braga (13.815 votos: 48,64%) e o Vice Fernando Araújo. Foi a menor diferença de votos das eleições atuais: 267 votos. Padre Marques foi o segundo religioso que concorreu ao cargo, sendo o primeiro a assumi-lo através de eleições diretas, já que em 1919 Padre Catão tornou-se Prefeito por nomeação. Em 2008 ainda concorreu ao pleito o candidato Ricardo Jorge Mesquita da Silva (505 votos: 1,78%) e a Vice Drª Clara Fernandes.
2012: Ciro Mesquita da Silva Braga, filho de Batista Braga, concorre em substituição à candidatura de seu pai, com o Vice Kelsey Forte. Vence com 16.070 votos (52,82%). O segundo colocado foi Padre Marques (13.297: 43,71%) com o Vice Jonairton Alves Sales. Uma larga diferença de 2.773 votos. O terceiro colocado foi Francisco Cid Lira Braga (1,055 votos: 3,47%) com seu Vice Francisco Uchoa. Participou e desistiu do pleito o candidato Elihu Bastos Lira, que tinha como Vice Neto Forte. Em 01 de Abril de 2016, por ordem da Justiça Estadual, Ciro Braga é afastado do cargo, com o vice Kelsey Forte assumindo, pela segunda vez, a Prefeitura Municipal.
2016: Raimundo Dimas Araújo Cruz é lançado pelo ex-prefeito Padre Marques, tendo como Vice na chapa novamente Jonairton Alves Sales. Seu principal adversário é o seu irmão, Antonio Araújo Cruz, tendo como Vice Francisca Diana Pinto Rodrigues (Diana Braga), esposa do principal apoiador de Tony, o ex-prefeito Batista Braga. Dimas Cruz vence o pleito com 11.730 votos (40,50%), contra 9.938 votos (34,31%) dados a Tony Cruz. Uma diferença confortável de 1.792 votos. O então Prefeito Kelsey Forte, concorrendo à reeleição, obteve 5.709 votos (19,71%), tendo como Vice Savio Aguiar Bastos Lira. Ainda concorreu ao pleito um quarto candidato, Edgar Martins Farias Filho, tendo obtido 1.585 votos (5,47%), com seu Vice Tarcisio de Gusmão Rocha Filho.

Cesário C. N. Pinto
Texto atualizado em 2016.



Fontes:
- Livro História Política de Itapajé (Sebastião Neto. DIN-CE Edições Técnicas, 2004);
- Tribunal Regional Eleitoral do Ceará.

5 comentários:

Secretaria de Infraestrutura disse...

Cezinha aqui é o Samuel lembra de mim eu morava proximo a Igreja de Nova Vida. Parabens pelo seu blog! Gostei muito.

CESÁRIO PINTO disse...

Lembro sim, caro Samuel! Obrigado pela visita!

Davi Matrix disse...

Cesario,meu amigo você nasceu em que ano?
você tem algum amigo conhecido que possua fotos de itapajé durante a administração do Dr.Raimundo Vieira Neto?

Felipe Alves disse...

Parabéns pela bela publicação.

JOSÉ CARLOS disse...

Bom dia, como faço para adquirir este livro sobre a historia politica de Itapage , meu contato é: E-mail: jcm1rodrigues@gmail.com
JOSE CARLOS