sábado, 28 de abril de 2012

O ESCRAVO QUE ORAVA


Na manhã de 14 de dezembro de 1856, C.H. Spurgeon, pastor britânico que ficou conhecido como O Príncipe dos Pregadores, contou a seguinte história em um sermão sobre a fé:
Um americano dono de escravos, na ocasião de comprar mais um, disse ao mercador
com quem estava barganhando:
—Quais são os defeitos dele?
O vendedor respondeu:
— Que eu saiba, tem só um defeito: ele costuma orar.
— Bem — disse o comprador — eu não gosto disso, mas conheço algo que vai curá-lo rapidamente.
No dia seguinte, o escravo foi surpreendido enquanto orava com fervor em meio à plantação, intercedendo por seu patrão e sua família. O patrão ficou parado ouvindo e não disse nada no momento. Na manhã seguinte, chamou-o e disse:

sexta-feira, 27 de abril de 2012

UM MILHÃO DE BÍBLIAS PARA A CHINA: UM PROJETO DE FÉ!


Por Johan Companjen
Em 1979, tive o privilégio de participar da primeira grande entrega de Bíblias na China: o Projeto Arco-Íris, que chamamos de Projeto Hérnia, por causa do grande peso das malas cheias que carregamos. Em 10 dias, levamos 35 mil Novos Testamentos e os cristãos chineses receberam com muita alegria. Alguns meses depois, líderes da Igreja chinesa nos enviaram um pedido de um milhão de Bíblias. O Irmão André respondeu prontamente com fé: “Sim”.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

ITAPAJÉ DAS ANTIGAS: IMAGENS DE UMA CIDADE HISTÓRICA

Itapajé é uma das cidades mais antigas do Estado do Ceará. O município, que já teve nomes como Riacho do Fogo e São Francisco de Uruburetama, este último até a década de 1940, viu e participou de vários eventos históricos nacionais, desde que o país era colônia portuguesa, passando pelo Império até a chegada da República. Foi São Francisco de Uruburetama que promoveu o segundo ato de abolição escravagista do Brasil, no século 19, em 02 de Fevereiro de 1883. Conheça agora algumas imagens do antigo Itapajé, pertencentes ao acervo pessoal do itapajeense sr. Silvestre Castro, datadas entre as várias décadas do século 20. Clique nas imagens para ampliá-las:


quarta-feira, 25 de abril de 2012

QUINTINO CUNHA: O PAI DO HUMOR CEARENSE


Vem crescendo nos últimos anos e a passos largos o número de pesquisadores que tem dedicado suas reflexões sobre o legado do cearense Quintino Cunha. Prova disso é o número cada vez maior de publicações e sites que analisam a biografia desse brilhante advogado nascido em São Francisco de Uruburetama, atual Itapajé, e que é tido atualmente por especialistas e historiadores como o precursor da irreverência bem humorada do cearense. Hoje, a maioria do povo cearense, inclusive seus conterrâneos itapajeenses, de forma injusta, não conhecem a vida de Quitino Cunha e nem tampouco nunca reconheceram o mérito da sua obra, mesmo ele tendo sido considerado por figuras importantes da sua época como “o maior humorista brasileiro de todos os tempos”. Apesar do descaso, a cada dia jornais, sites e blogs vêm divulgando sua biografia, seus poemas e suas tiradas bem humoradas, para que sua obra não caia no esquecimento. Segue abaixo uma compilação do que vem sendo escrito sobre a vida e obra de Quitino Cunha.

segunda-feira, 23 de abril de 2012

A RESSURREIÇÃO


“Vede as minhas mãos e os meus pés, que sou eu mesmo; apalpai-me e vede, pois um espírito não tem carne nem ossos, como vedes que eu tenho.”
“Jesus nosso Senhor… por nossos pecados foi entregue, e ressuscitou para nossa justificação”
(Lucas 24:39; Romanos 4:24-25

Após a crucificação e morte do Mestre, os discípulos ficaram confusos e deprimidos. E também assustados. Mas no terceiro dia após a crucificação, o Senhor Jesus ressuscitou e apareceu para eles. O versículo de hoje do evangelho de Lucas nos fala que Ele ressurgiu fisicamente, não só espiritualmente, e era a mesma Pessoa que haviam conhecido tão bem. Agora os medos desapareceram, dando passagem à alegria.


terça-feira, 3 de abril de 2012

VENTO NORTE: UMA CANÇÃO SIMPLES, UMA MENSAGEM PROFUNDA


Deus é Soberano. Quem não compreende isso tende a vê-lo somente como seu mero provedor de graça ou como um simples foco de discussões teológicas acaloradas, que no fim nada produzem, nada edificam. O Senhor age, na verdade, das mais variadas formas, muitas vezes de formas não-convencionais, como nos relatos bíblicos da jumenta de Balaão, do vaso do oleiro em Jeremias e até em meio à tragédia pessoal de Davi, enfim, chamando o homem à consciência sobre a vida e seus aspectos. Outro dia, por exemplo, encontrei na internet a música Vento Norte, que ouvi pela primeira vez ainda na infância. Agora, porém, fui surpreendido pela força e forma com a qual a letra da canção me chamou a atenção.