sábado, 25 de setembro de 2010

CONHEÇA A BIOGRAFIA DO SENADOR TASSO JEREISSATI


Nascido a 15 de dezembro de 1948 em Fortaleza, Tasso Jereissati é filho do senador Carlos Jereissati, falecido em 1963, e de Maria de Lourdes Ribeiro Jereissati, também falecida em 2006. Com a morte do pai, foi orientado pela mãe para as atividades na empresa da família, formando-se em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas.

Em 1973 casa-se com Renata Queiroz, filha do empresário Edson Queiroz e no ano seguinte, como diretor do Grupo Jereissati no estado, inaugura o primeiro Shopping Center de Fortaleza, o Shopping Center Um. Já em 1982, Tasso inaugura o Iguatemi Fortaleza que foi o primeiro grande shopping do Ceará.

No fim dos anos 70, integrou um grupo de jovens empresários preocupados com a crise institucional que ameaçava alongar o período autoritário. Presidiu o Centro Industrial do Ceará – CIC, transformado na época em fórum de debates das questões econômicas, sociais e políticas da região e do país.

Em 1986 Tasso foi eleito governador em pleito histórico que marcou o fim do chamado ciclo do "coronelismo", no Estado.
Tasso Jereissati governou o Estado três vezes, entre 1987 e 2002. Em seguida, foi eleito para o Senado Federal, onde mantém marcante atuação. No governo, rompeu com o clientelismo e adotou a austeridade e a transparência. Saneou as finanças, restaurou o crédito do Estado, a autoestima do cearense e inaugurou a modernização administrativa. Com isso, o Ceará mudou o seu Índice de Desenvolvimento Humano – IDH - medido pela ONU, graças sobretudo as ações na área social como saúde, educação, saneamento, emprego e renda, agricultura, industrialização e infraestrutura.

Na segunda vez em que governou o Ceará, de 1995 a 1998, Tasso pôs em prática o Plano de Desenvolvimento Sustentável, com a proteção do meio ambiente, o reordenamento do espaço, a capacitação da população, a geração de emprego e renda e o estímulo à cultura, ciência e tecnologia.

Reconduzido ao terceiro mandato de 1999 a 2002, tornou-se o segundo político a governar o Estado por três vezes em quase 110 anos de história republicana. Nesse período, devido aos avanços obtidos nas políticas sociais contribuíram para significativa melhoria dos indicadores de qualidade de vida, a Organização das Nações Unidas divulgou pesquisa reconhecendo que o Ceará foi o Estado brasileiro que registrou o maior crescimento do IDH - no período de 1995 a 2002. Tasso deixou seu último governo com 97% das crianças dos 7 aos 14 anos dentro da escola.

Em 2002, Tasso Jereissati optou por estender sua experiência pública ao legislativo, sendo eleito pelo PSDB para um vaga no Senado Federal, sentando na mesma cadeira ocupada pelo seu falecido pai Carlos Jereissati. No Senado, Tasso Jereissati tem atuação marcante, fazendo o que ele chama de “oposição construtiva” ao governo federal.

Governador do Ceará
Em 1986, Tasso Jereissati, então com 38 anos, aceitou o desafio de liderar um projeto de mudanças no Ceará, que representou a ruptura com o clientelismo e assistencialismo. Eleito governador pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), pôs fim ao chamado ciclo dos "coronéis" no Estado. Implantou um projeto de moralização, austeridade e transparência na gestão pública, sendo o seu governo reconhecido pelo Unicef como modelo no combate à mortalidade infantil - e pela ONU, como o Estado brasileiro que mais cresceu no Índice de Desenvolvimento Humano - IDH.

Em 1994, já pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB), foi eleito mais uma vez governador do Ceará. Deu prosseguimento aos programas sociais implantados na primeira gestão e avançou com a implantação do Plano de Desenvolvimento Sustentável, visando à proteção ambiental, reordenamento do espaço, capacitação da população, geração de emprego e renda e estímulo à cultura, ciência e tecnologia.

Reeleito para o terceiro mandato em 1998, tornou-se o segundo político a governar o Estado por três vezes em quase 110 anos de história republicana.

São marcas dos governos Tasso ações de impacto social e econômico como o Castanhão, Complexo Portuário do Pecém, Aeroporto Internacional, Centro Cultural Dragão do Mar, reforma do estádio Castelão, Canal da Integração, Rodovias, Eletrificação, início das obras do Metrofor, ligação à rede de esgoto de milhares de lares com os projetos Sanear I e II, Projeto São José de produção no campo e melhoria de renda, entre outras. O Ceará beneficiou-se da credibilidade e do prestígio no país e no exterior, passando a ser referência pelo modelo administrativo e político adotado a partir dos Governos das Mudanças.


Aeroporto Internacional Pinto Martins


Açude Castanhão


Porto do Pecém


Centro Cultural Dragão do Mar


Senador

Em 2002, Tasso elegeu-se senador da República pelo estado do Ceará. No Senado, seu primeiro discurso foi sobre os rumos do governo Lula, anunciando que sua atuação parlamentar seria a de “oposição propositiva”. Assumiu o comando dos debates sobre a violência, criando a Subcomissão de Segurança Pública, que ainda preside. Dela resultaram várias medidas na área, inclusive a Lei que permitiu a tomada de audiências de presos por videoconferência, entre outras. Apontado pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar – Diap – como um dos senadores mais influentes, são de sua autoria inúmeras propostas relativas a temas como tributação, orçamento, saúde, educação, pesquisas com células-tronco, combate às desigualdades regionais, trabalho escravo, financiamentos agrícolas, etc.

Presidiu as Subcomissões de Desenvolvimento Regional e Reforma Tributária, sendo ainda titular das comissões de Constituição e Justiça e Assuntos Econômicos, além de suplente nas comissões de Infraestrutura, Desenvolvimento Regional e Relações Exteriores. Apresentou propostas à Reforma Tributária, Lei de Falências, Parcerias Público-Privadas e não hesitou em denunciar a corrupção de membros do governo e de sua base.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Tasso_Jereissati

2 comentários:

Augusto Lima disse...

Me ajudou muito na atividade de História,espero que não acabe nunca esse Blog......

Augusto Lima disse...

Me ajudou muito na atividade de História,espero que não acabe nunca esse Blog......